Psicologia da Fap realiza Oficina “O Psicólogo no Contexto da avaliação de porte de arma”

athenas Institucional, Psicologia

ofinica

Acadêmicos de todos os períodos de Psicologia da FAP, alguns egressos e profissionais de Psicologia participaram no último sábado (13), da Oficina “O Psicólogo no Contexto da avaliação de porte de arma”, realizada na instituição.

O palestrante do evento foi o Psicólogo Ms. Wilson Plaster, que explanou sobre a atuação do psicólogo na concessão do porte de arma, os aspectos históricos, toda legislação e regulamentação que norteia este trabalho, instrumentos e responsabilidades, e ainda o credenciamento, fiscalização da aplicação e correção dos exames psicológicos.

O objetivo do evento foi de orientar os acadêmicos e profissionais a respeito das responsabilidades dessa atuação e avaliação psicológica, e discutir a respeito da temática atual sobre a liberação do porte de armas.

De acordo com a Coordenadora do curso, Jaqueline Valéria Ribeiro, uma avaliação psicológica bem feita pode contribuir muito para o aumento da segurança da sociedade, e pode evitar que pessoas despreparadas e sem boas condições mentais tenham o registro e/ou porte de arma de fogo.

Posse de armas

Desde que entrou em vigor o Estatuto do Desarmamento, em 2003, a avaliação psicológica tornou-se obrigatória para quem deseja possuir ou portar armas de fogo no Brasil.

Os testes são conduzidos apenas por psicólogos credenciados pela Polícia Federal, autorizados a avaliar a aptidão dos candidatos e, com isso, contribuir para a diminuição dos índices de violência.

Os profissionais que atuam nessa concessão “vigiam dependências e áreas públicas e privadas com a finalidade de prevenir, controlar e combater delitos como porte ilícito de armas e munições e outras irregularidades e zelam pela segurança das pessoas, do patrimônio e pelo cumprimento das leis e regulamentos”.

 

No grid was found for: Palestra avaliação porte de arma.