Área Restrita

Colaboradores do Athenas participaram do Projeto 300

01/03/2016
Notícias
Institucional

 

No último dia 27 de fevereiro (sábado), coordenadores pedagógicos, coordenadores de curso e professores da FAMETA, FAPAN, FAP, UNIJIPA e FSP participaram do Projeto 300, curso de formação continuada ministrado pelos professores Ricardo Fragelli e Thaís Fragelli (UNB), através de palestras e oficinas. As atividades aconteceram no Campus I da Faculdade Panamericana de Ji-Paraná (UNIJIPA), durante todo o dia.

 

“O projeto 300 consiste em uma metodologia inovadora de ensino, que busca a partir da aprendizagem ativa e colaborativa melhorar o desempenho acadêmicos dos estudantes. O projeto Trezentos foi fruto do meu trabalho e garantiu à UnB o Prêmio Santander Guia do Estudante — Destaques do Ano de 2015.”, explicou Fragelli.

 

A colaboradora do Athenas Grupo Educacional, Luci Catellane, relatou sobre os acontecimentos envolvidos no projeto. “Pela manhã aconteceu a palestra na qual o professor Fragelli explicou a metodologia, objetivos e apresentou resultados do projeto, já no período da tarde aconteceu a oficina que teve como proposta trabalhos que grupos que simularam a metodologia aplicada no projeto. O evento é uma ação de formação continuada aos docentes buscando a aprendizagem ativa de seus estudantes, a qual é um compromisso do grupo Athenas.”

 

Já o Diretor Pedagógico do Athenas, Prof.º Edimar Sartoro, fez as considerações finais. "Fragelli desenvolveu diversos projetos que o ajudam nesse trabalho de motivar os estudantes, sendo o mais recente o método dos 300, que tem como tema o mito dos 300 de Esparta, em que os estudantes que se saem bem na primeira avaliação do semestre ajudam os que tiveram notas mais baixas e também ganham pontos por esse auxílio. Foi uma tarde muito proveitosa, aprendemos, trocamos experiências e aproveitamos ao máximo a presença dos professores. Em nome do Athenas Grupo Educacional eu agradeço a presença de todos, a colaboração do Setor de Comunicação do Grupo na elaboração do material visual e por cobrir o evento, e pela visita do Prof.º Fragelli. Sem sombra de dúvidas esse curso irá gerar ótimos resultados para todos nós.”, finalizou Sartoro.

 

 

Galeria

Veja Também

15/02/2013
Institucional

nome-limpo-deixa-de-ser-exigencia-para-financiar-faculdade-

Até o ano passado, pendências do tipo eliminavam candidatos Estudantes com nome sujo na praça não terão mais restrição para conseguir o Financiamento Estudantil (Fies), programa federal voltado a universitários que estudam em instituições particulares. A nova regra vale também para quem precisa renovar o benefício. Até 2012, estudantes que não conseguissem comprovar `idoneidade cadastral` eram excluídos do programa. Movimentos sociais reclamavam que a regra dificultava a inclusão de estudantes no ensino superior. Em novembro, a ONG Educafro encaminhou representação ao Ministério Público Federal exigindo a mudança. Segundo o documento, `tais exigências têm frustrado...

04/11/2011
Institucional

conselho-regional-de-administracao-anuncia-vaga-de-trabalho

Atenção Administradores do interior de Rondônia!     O Conselho Regional de Administração - CRA/RO anunciou hoje, através de sua assessoria de comunicação que há uma vaga de trabalho para candidatos da região central, zona da mata e cone sul de Rondônia, especificamente dos municípios de Ji-Paraná, Cacoal, Pimenta Bueno, Vilhena e Rolim de Moura.     A vaga em questão é para um cargo de administrador, com atuação no eixo Ji-Paraná/Vilhena, na gestão de um escritório imobiliário, e na gerência de um loteamento que será colocado à venda nos próximos meses.   Segundo o CRA, a remuneração é excelente, que irá de 4 a 5 mil reais. Os interessados...

10/04/2015
Institucional

Países precisam aumentar investimento em educação, diz Unesco

O mundo precisa aumentar o investimento em educação, segundo o relatório final de monitoramento da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) das metas estabelecidas em 2000 no Marco de Ação de Dakar, Educação para Todos: Cumprindo nossos Compromissos Coletivos. O documento foi assinado por 164 países de renda baixa e média baixa. De acordo com o relatório, eles precisarão gastar 5,4% do Produto Interno Bruto (PIB) para garantir um ensino de qualidade e as nações ricas precisarão aumentar os repasses aos países mais pobres em US$ 22 bilhões por ano.

Comentários

CAPTCHA Image
Recarregar Imagem