Área Restrita

MEC divulga novas exigências para o FIES

07/01/2015
Notícias
Institucional

De acordo com as novas regras divulgadas pelo Ministério da Educação (MEC), estudantes terão que atingir 450 pontos para conseguir o financiamento com taxa de juros de 3,4%. A portaria dificulta o acesso ao Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). A partir de Abril desse ano, entrará em vigor a pontuação mínima de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para que se obtenha acesso ao financiamento.

 

O aluno também não poderá receber, simultaneamente, recursos do Fies e da bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni). Valerá com exceção apenas o regime de bolsa parcial e ambos os recursos indo destinados ao mesmo curso da mesma instituição. Ainda em palavra, o MEC declarou que o objetivo é beneficiar, a partir das novas diretrizes, um maior número de estudantes que desejam utilizar o mesmo e ressaltou que a nova exigência dos 450 pontos no Enem já ocorre no ProUni. A taxa efetiva de juros do Fies é de 3,4% ao ano para todos os cursos.

 

Informações detalhadas sobre as mudanças e procedimentos podem ser encontradas nos portais www.mec.gov.br, siteprouni.mec.gov.br, sisfiesportal.mec.gov.brwww.enem.inep.gov.br .

 

 

 

 

Veja Também

09/10/2017
Institucional

Prova Athenas 2017.2 será aplicada na próxima segunda-feira (16)

Na próxima segunda-feira (16), será realizada a Prova Athenas 2017.2, em todas as instituições do Athenas Grupo Educacional, sendo elas: FAMETA, FAP, FAPAN, FSP e UNIJIPA. A prova iniciará às 19h e terminará às 22h. Vale lembrar que a tolerância máxima para os estudantes entrarem em sala é de 15 minutos, portanto, a partir de 19h15 não será mais permitido que o aluno faça a prova. Totalizando aproximadamente nove mil avaliações, a Prova Athenas 2017.2 terá 243 versões. Nelas foram utilizadas mais de duas mil questões diferentes. Para não haver...

14/04/2015
Institucional

Escola está fora da rota de 172 mil jovens

Com a morte do pai, Lorraine Stephanie, na época com 15 anos, precisou sair da escola para trabalhar e ajudar a mãe em casa. Luiz Eduardo Costa, 19, largou a sala de aula há dois anos para complementar a renda da família, que está reformando a casa. Com apenas 13 anos, Eduarda Stefany Gonçalves vê alguns jovens conquistando a independência financeira e planeja fazer o mesmo para juntar dinheiro para sua festa de 15 anos. Histórias diferentes mostram a mesma realidade: 27,5% dos mineiros de 15 a 17 anos não conseguem conciliar trabalho e estudo.

Comentários

CAPTCHA Image
Recarregar Imagem